31 de mai de 2010

Felipe Araujo entrevista Ademir da Guia no Pacaembu

Minha primeira experiência como repórter aconteceu no dia 27 de abril, no evento que comemorou os 70 anos do estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.

A minha missão era tirar fotos, justamente o que eu estava fazendo até o momento que começou o jogo dos ex-craques.

O Issao, cinegrafista da Secretaria de Esportes, local onde trabalho, estava sozinho filmando e falando com os jogadores. Foi aí que tive a idéia de pegar o microfone para ‘ajudá-lo’.

No começo, só aproveitei as entrevistas dos repórteres das TV´s que estavam presentes no gramado.

Quando vi o Ademir da Guia me lembrei de uma história contada por Roberto Carmona sobre um jogo entre Palmeiras e Santos ali no Pacaembu. Já que o personagem estava ali presente, pensei porque não perguntar para o próprio. Foi o que fiz.

O resultado foi esse.




Cedido pela Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Esportes com a participação e imagem de Issao Hoshino.

Corinthians fisga o Peixe

A polêmica já começou antes da bola rolar ontem no Pacaembu. Boatos, comentários, entrevistas, enfim, coisas normais que antecedem um clássico, apimentaram a disputa.

O Corinthians jogou melhor, portanto, mereceu a vitória. Mérito também de Mano Menezes que escalou Jorge Henrique, Bruno César e depois colocou Paulinho. Todos fizeram gol.

Os Meninos da Vila não estavam com aquela alegria de sempre. Edu Dracena e Neymar ao serem substituidos mostraram o descontentamento com o treinador. Estaria Dorival Júnior perdendo o controle de sua equipe?

Para piorar, Ganso não estava no melhor de seus dias.

Resultado: Vitória convincente do Corinthians que almeja ser o melhor do Brasil até a pausa do campeonato para a Copa do Mundo e no Santos está ligado o sinal de alerta.

O Corinthians encerra a 5ª rodada com 13 pontos e segue na liderança. Com 8 pontos o Peixe caiu para a 8ª posição.

27 de mai de 2010

São Paulo mantêm tabu contra o Palmeiras

Sob chuva, o São Paulo venceu o clássico contra o Palmeiras por 1 a 0 ontem a noite no Morumbi pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O Verdão ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti aos 43 minutos do segundo tempo, após Rogério Ceni defender o chute de Ewerthon.

Analisando o primeiro tempo, o placar foi justo. O São Paulo foi superior durante todos os 45 minutos. A forte marcação, o toque de bola que resultaram em rápidos contra-ataques deram trabalho a defesa alvi-verde, que até se saiu bem. O goleiro Marcos sempre que exigido, correspondeu.

Por outro lado o Palmeiras não soube furar o bloqueio são paulino. A equipe ficou acuada. Os chutões sem objetividade foi a saída na maioria dos lances. A contusão de Cleiton Xaxier logo no inicio foi o principal motivo do Palmeiras ter sido dominado no meio campo, que não achava alternativas para chegar ao gol adversário. Rogério Ceni pouco trabalhou.

Na etapa final, o São Paulo continuou melhor. A boa jogada de Fernandinho pela linha de fundo resultou no gol de Fernandão.

A vantagem no marcador fez com que o São Paulo recuasse a marcação. Foi somente aí que o Palmeiras, de fato, entrou no jogo.

Mais constante no ataque, o Verdão lutou para chegar ao empate. A falta de um goleador na equipe, no entanto, fez muita falta.

As jogadas foram criadas, mas faltou competência na hora da finalização.

Perto do apito final, Cicinho cometeu pênalti infantil em cima de Ivo, perdido por Ewerthon.

Daí não teve tempo para mais nada. Final de jogo e o Palmeiras pela 16ª vez consecutiva não consegue vencer o São Paulo no Morumbi.

Ambas as equipes ficaram com sete pontos. São Paulo é o sexto colocado e o Palmeiras o 7º.

25 de mai de 2010

3ª Rodada

Por problemas técnicos e falta de tempo, não consegui postar ontem. Porém, como diz o velho ditado, ‘antes tarde do que nunca’, cá estou para registrar minha opinião sobre a terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

A vitória suada de 1 a 0 do Corinthians sobre o Fluminense garantiu a liderança isolada da equipe de Mano Menezes na competição, com nove pontos ganhos.

O zagueiro Chicão, mais uma vez bateu falta com perfeição e fez um golaço. É admirável a facilidade que o jogador tem de chutar a bola.

A equipe carioca bem que tentou, até conseguiu fazer dois gols, que foram invalidados pelo árbitro. Por isso a reclamação dos Tricolores em relação ao resultado final da partida.

Falando em Tricolor, o São Paulo venceu sua primeira partida neste Brasileirão. O adversário foi o mesmo que a equipe enfrentará na semi-final da Libertadores depois da Copa do Mundo, o Internacional. O time de Ricardo Gomes fez 2 a 0 nos Colorados em pleno Beira Rio e chegou aos 4 pontos, na 11ª colocação.

No sábado...

O Palmeiras enfrentou o Grêmio no Palestra Itália. A última partida do Verdão no estádio, que será fechado para construção da Arena, não poderia ter sido melhor.

A despedida foi em grande estilo. O placar de 4 a 2 pode ser considerado uma goleada.

O melhor de tudo é que o Palmeiras jogou bem, como há tempos não se via. Parece até que o grande problema do elenco era o treinador.

Agora a casa temporária do Verdão será o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.

Com sete pontos, o Palmeiras é o dono da 4ª posição na tabela.

20 de mai de 2010

Quarta-feira decisiva

Sem maiores dificuldades o São Paulo garantiu vaga na semi-final da Libertadores. A vitória convincente de 2 a 0 sobre o Cruzeiro no Morumbi, mostra a competência do Tricolor na competição sul-americana. A equipe de Ricardo Gomes não vinha realizando boas partidas, porém, com a chegada do experiente Fernandão, o time foi impecável em suas duas últimas partidas.

O São Paulo poderia ter entrado em campo mais tranqüilo. A vantagem conquistada no Mineirão, foi na verdade, até perigosa. Os jogadores poderiam ter entrado no clima do ‘já ganhou’ e serem surpreendidos pela equipe mineira.

Aconteceu justamente o contrário. Ta certo que a expulsão do Gladiador no primeiro minuto de bola rolando influenciou no resultado final da partida. No entanto, o São Paulo provou ser uma equipe madura e experiente em Libertadores, não é à toa que é o clube brasileiro que mais vezes jogou a competição.

Primeiro Hernanes, depois Dagoberto. Os mesmos que marcaram no primeiro jogo, colocaram a equipe em vantagem. Vantagem essa que deixou os cruzeirenses sem reação alguma. Aos 30 minutos do segundo tempo, os jogadores simplesmente desistiram de buscar a classificação. Daí foi só o São Paulo tocar a bola e esperar o árbitro apitar o fim do jogo.

O próximo adversário será definido na noite de hoje. Provavelmente veremos outro confronto entre brasileiros. Internacional ou Flamengo podem cruzar com o motivado Tricolor.

Pela Copa do Brasil...

O Santos empurrou para bem longe uma suposta crise que rondava a Vila Belmiro. O Peixe está na final da Copa do Brasil, bem perto de ser o primeiro do país a garantir uma vaga na Libertadores de 2011. O placar ninguém esperava. 3 a 1 para critico nenhum botar defeito. Se Dunga assistiu ao jogo, uma hora dessas, ele deve estar arrependido de não ter colocado Ganso entre os 23 que disputarão o Mundial.

No final, o Grêmio perdeu a cabeça. Jonas foi expulso por dar uma cotovelada maldosa e desnecessária em Edu Dracena, que injustamente, também acabou levando o cartão vermelho.

A tão esperada vaga na próxima Libertadores será decidida com o Vitória, que goleou o Atlético-GO por 4 a 0 no Barradão.

Agora, tanto as semi-finais da Libertadores, como a grande final da Copa do Brasil serão disputadas após a Copa do Mundo. Até lá!

17 de mai de 2010

Curtinhas da segunda rodada

A única equipe que somou seis pontos nas duas rodadas disputadas até aqui, no Campeonato Brasileiro, é o Corinthians. O segundo triunfo foi conquistado fora de casa, mais especificamente no Olimpico. O placar de 2 a 1 contra o Grêmio, garantiu a liderança isolada ao Timão no Nacional.

O único paulista que saiu de campo derrotado ontem, foi o São Paulo, que de virada perdeu para o Botafogo de 2 a 1 em pleno Morumbi. O técnico Ricardo Gomes optou por poupar alguns jogadores, visando o jogo de volta das quartas-de-final da Libertadores na próxima quarta. Com apenas um ponto, o Tricolor é o 15º.

Quem esteve presente no estádio de São Jenuário para acompanhar Vasco e Palmeiras, assistiu duas equipes visivelmente frágeis tecnicamente. O resultado de 0 a 0 reflete a falta de capacidade de ambas as equipes em chegar ao gol adversário. Os atacantes, principalmente do Palmeiras, andam de mal com a rede. Apesar de tudo, o empate fora de casa não pode ser considerado um resultado ruim. A equipe de Palestra Itália ocupa a 7ª posição com 4 pontos.

Na Vila Belmiro, o Ceará surpreendeu o Santos, que só não teve a presença de Robinho e Leo dentro de campo. O empate de 1 a 1 ficou barato para o Peixe, isso porque, o recém chegado a série A teve um gol mal anulado pelo bandeirinha. A equipe da baixada somou dois pontos e é o 12º colocado.

12 de mai de 2010

Coerência na lista dos 23 convocados?

Ontem foi revelada a lista de jogadores que o técnico Dunga convocou para a disputa do Mundial na África do Sul.

Em sua entrevista coletiva logo após a divulgação dos 23 nomes, a palavra que mais ouvimos foi COERÊNCIA.

O maior questionamento girou em torno de basicamente quatro nomes. Ronaldinho Gaúcho, Paulo Henrique Ganso, Neymar e Adriano.

Em relação ao atacante do Flamengo, não tenho o que discordar. O imperador fez um curso de como ser barrado para Copa do Mundo. As faltas constantes nos treinamentos, escândalos que a mídia divulgou, foram corretamente punido pelo comandante da seleção.

Aí aparece o primeiro problema. Em seu lugar, entrou o ex-são paulino Grafite. A boa fase do jogador foi vivida na temporada passada, quando acabou o campeonato alemão como artilheiro. Atualmente Grafite não vive seu melhor momento, além do que, tratando-se em participação no grupo, o atleta do Wolfsburg foi chamado apenas duas vezes.

Justamente onde se encontra a outra brecha. A justificativa pela não convocação de Neymar e Ganso foi que os meninos nunca atuaram pela seleção principal.

Dunga lembrou que os jogadores do Santos eram reservas no final do Brasileiro. E quanto ao Doni, Julio Baptista e Kléberson que, hoje, não são os titulares em suas equipes?

O momento, que principalmente Ganso vive é especial, digno de ser convocado para disputar uma Copa do Mundo.

No Milan, Ronaldinho Gaúcho reencontrou SIM o bom futebol. Pode não ser o mesmo dos tempos de Barcelona, mas certamente o futebol alegre de Ronaldinho poderia contribuir, e muito, para o Brasil.

O fato é que agora já foi. Nos resta se contentar com o futebol tático, ao invés do futebol arte e bonito que jogadores mais talentosos poderiam nos proporcionar.

O importante é acreditar. Se Dunga confia naqueles que lá estarão, vamos no embalo e fazer o mesmo.

E que o Brasil faça uma excelente campanha, e Dunga cale a boca de todo mundo!

10 de mai de 2010

Tricolor cede empate fora de casa

Neste domingo, o Maracanã recebeu pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro, Flamengo e São Paulo. As duas equipes que disputarão as quartas-de-final da Libertadores durante a semana empataram em 1 a 1.

O jogo não foi dos melhores. Os principais jogadores de ambos os times foram poupados.

Por se tratar de um jogo, a princípio, sem muita importância, os jogadores não estavam com a motivação de um jogo importante.

Sem muitos lances de perigo, as equipes se alternavam no campo de ataque.

De forma esquisita, Washington abriu o placar. Do outro lado, Denis Marques, pelo menos no lance, fez por merecer a chance no time titular e igualou o placar.

No mais, não tem muito o que comentar, até porque, com o tédio que o jogo apresentou em alguns momentos, eu acabei cochilando. Com isso, garanto não ter perdido nada demais.

De virada é mais gostoso

No Pacaembu, o Corinthians superou o Atlético-PR. Depois de sair em desvantagem, o Timão teve forças para empatar e virar o jogo. Ta certo que a equipe paranaense terminou a partida com 2 homens a menos, mas o que importa são os três pontos e a prova que a equipe superou a eliminação precoce na Libertadores.

9 de mai de 2010

Foi dada a largada

Ao mesmo tempo em que times europeus estão erguendo o título, ou na reta final para conquistar o triunfo, no Brasil, o campeonato nacional deu início na tarde de ontem.

Dos três primeiros jogos, somente o contestado Palmeiras venceu, e portanto, é o líder. No Palestra Itália, o Verdão conquistou os três pontos com uma vitória simples sobre o Vitória. Lincon foi o autor do único gol da partida.

A vitória não aliviou a tensão nos lados do Parque Antartica. A torcida revoltada com a eliminação na Copa do Brasil no meio de semana perdeu a paciência, outra vez, com o atacante Robert, que além de perder um pênalti, errou um gol feito durante o jogo. O técnico Antônio Carlos Zago também foi alvo de críticas dos torcedores, que pedem a volta de Felipão para assumir o cargo.

O Santos foi até o Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo. O duelo entre os atuais campeões estaduais acabou empatado em 3 a 3.

Visando a semi-final da Copa do Brasil, Dorival Júnior poupou alguns titulares, e o Peixe atuou com uma equipe mista, que mesmo assim deu trabalho.

O Botafogo saiu na frente com Antônio Carlos, Neymar empatou e André virou para a equipe da baixada santista.

Ainda na primeira etapa, Antônio Carlos fez mais um. 2 a 2.

Zé Eduardo que entrou no lugar de Neymar, colocou o Santos novamente em vantagem.

No entanto, os Meninos da Vila não conseguiram segurar o placar. Aos 43 minutos, Herrera igualou o marcador e cada equipe somou um ponto na 1ª rodada do Brasileirão.

6 de mai de 2010

O sonho acabou!

O principal objetivo do Corinthians na temporada e no ano de seu centenário foi interrompido pelo Flamengo, ontem, no Pacaembu. A vitória por 2 a 1 não foi suficiente para ir adiante na Libertadores da América. O gol fora de casa deu a vaga nas quartas-de-final para o rubro negro carioca.

O clima de decisão, a ansiedade pré-jogo, até mesmo de torcedores de outras equipes e a expectativa, são alguns itens que antecedem um grande jogo, como o de ontem.

A torcida fez bonito nas arquibancadas, incentivou o tempo todo.

Da mesma forma que acabou o jogo da semana passada no Maracanã, continuou durante os 45 minutos de bola rolando no gramado do Pacaembu. O Corinthians jogando melhor e pressionando o Flamengo.

No início, o Timão pecava na finalização. Enquanto que o Flamengo acuado e sem saída de bola, rifava os passes, aliás, nunca vi um time errar tantos passes em tão pouco tempo.

No entanto, a insistência acabou dando certo. Aos 27, David fez contra. Aí é que o Corinthians se animou. Continuou no ataque buscando o gol da classificação. Saiu. Aos 39, Ronaldo fez o segundo de cabeça.

Após o intervalo, o jogo mudou. Principalmente do lado carioca. A entrada de Kleberson deu mais qualidade ao meio de campo.

O Corinthians já não era tão constante no ataque.

Logo no começo, com quatro minutos de jogo, Vagner Love diminuiu o placar. Diferente da etapa inicial, o Flamengo soube jogar com o regulamento em baixo do braço e administrou até o árbitro apitar o final do jogo.

COPA DO BRASIL

O Palmeiras foi eliminado nos pênaltis para o Atlético-GO. De cinco, fez um. Quer ganhar o que desse jeito, se nem pênalti é capaz de acertar.

Esse resultado simplesmente reflete o que foi o Palmeiras no primeiro semestre. Um time cheio de caras novas, que nem seu torcedor conhece direito. Falta até intimidade entre a torcida e o time, que não passa o mínimo de confiança.

O Santos venceu o Galo mineiro e está na semi-final como forte candidato ao título. O próximo adversário na corrida por uma vaga na Libertadores 2011 é o Grêmio.

5 de mai de 2010

Em jogo emocionante, São Paulo vai às quartas

O Tricolor do Morumbi conseguiu uma vaga nas quartas-de-final da Libertadores ontem, após vencer nos pênaltis o Universitario do Peru. O resultado de 0 a 0 no tempo regulamentar, levou a decisão para as penalidades, na qual, o São Paulo venceu por 3 a 1.

No primeiro tempo, as raras jogadas de ataque que o São Paulo criou foram de bola aérea. A retranca da equipe peruana dificultou para os donos da casa, que não tiveram competência para furar o bloqueio. A verdade é que faltou qualidade mesmo.

Já na segunda etapa, faltou pontaria. O time do contestado Ricardo Gomes melhorou, chegou mais vezes ao gol adversário, porém, pecou na finalização.

Como a primeira partida também acabou no 0 a 0, lá se foram os jogadores para as cobranças de pênalti.

Ramirez iniciou para o Universitario e fez 1 a 0.

A partir daí só deu Rogério Ceni, que foi o primeiro a cobrar pelo São Paulo, e desperdiçou.

Na cobrança seguinte o camisa 1 defendeu, após Hernanes fazer o seu, o ídolo são paulino pegou mais um. Aí foi só Dagoberto fazer o seu e levar o Tricolor adiante na competição.

No final ficou bacana, todo mundo feliz, mas a verdade é que o São Paulo não conseguiu marcar gol em uma equipe nitidamente frágil. Para a próxima fase é bom o time melhorar, caso contrário o sonho do tetra ficará para uma próxima oportunidade.

3 de mai de 2010

Quem falou que seria fácil?

O Santos na tarde de ontem sagrou-se o grande campeão do Campeonato Paulista 2010. Mesmo derrotado por 3 a 2 o Peixe ergueu a taça, pois tinha a vantagem do empate, já que venceu o Santo André na primeira partida, pelo mesmo placar.

Porém, a conquista não foi tão fácil como muitos, inclusive eu, achava que seria.

Nunes abriu o placar para o Ramalhão antes do relógio marcar um minuto de jogo. Era a prova de que o Santo André estava disposto a acabar com a festa dos Meninos da Vila.

Para tranquilizar, momentâneamente, a equipe, Neymar empatou com um golaço, depois de receber um passe de letra de Robinho.

O Santo André, no entanto, não se abalou. Explorou ao máximo a qualidade de seus jogadores do meio campo e chegou ao segundo gol. Alê aproveitou cobrança de escanteio e balançou a rede de Felipe.

Vale lembrar que antes disso a equipe do ABC teve um gol legítmo anulado.

A molecada precisava provar o seu valor e mostrar que realmente eram a melhor equipe da competição. Novamente Neymar igualou o marcador. Desta vez, Ganso o deixou na cara do gol com um toque de letra.

Querendo surpreender e precisando do resultado, o Santo André conseguiu o terceiro gol. No contra-ataque, Branquinho fez o gol que daria a vitória, mas não o título para o Ramalhão.

Tudo isso na primeira etapa, que teve ainda a expulsão de Nunes e Leo.

O segundo tempo não teve gols, mas foi tão emocionante quanto o primeiro.

Marquinhos e Roberto Brum foram expulsos de campo. O Peixe ficou com oito jogadores. Paulo Henrique Ganso, entretanto, mostrou a qualidade e talento que possui. O técnico Dorival Júnior iria fazer a besteira de tirá-lo, só não fez, porque o próprio jogador recusou sair do jogo.

O camisa 10 santista foi o grande responsável por manter o resultado que deu o título para o alvi negro praiano.

Uma bola que acertou a trave, com 45 minutos de jogo, foi o máximo que o Santo André conseguiu fazer. Não foi o suficiente.

Em um jogão de bola, onde as duas equipes provaram ser merecedoras de chegarem a final, o Santos levou a melhor.

PARABÉNS AO SANTOS.