1 de fev de 2011

Os meninos que resolvem

É fato que o Neymar é um jogador diferenciado. Ontem diante do Chile o garoto desequilibrou mais uma vez. Não apenas pelos dois gols, aliás, o primeiro, um golaço de falta, mas também pela raça e determinação dentro de campo. Vi muitas vezes ele voltando para o campo de defesa para ajudar na marcação. Outro fato, é que se continuar com essa humildade, Neymar estará erguendo o troféu de melhor jogador do mundo num futuro próximo.

O que merece, também, ser ressaltado é o excelente futebol do camisa dez dessa sub-20. Lucas atuou bem em todas as partidas deste Sul-Americano, mas ontem se superou. O golaço de cobertura e as arrancadas com velocidade deixam claro que o São Paulo revelou um talento com capacidade para chegar à seleção principal, e quem sabe, disputar o Mundial de 2014. É uma pena que saiu lesionado no segundo tempo, mas vamos torcer para que ele esteja inteiro para o próximo jogo.

No final das contas foi uma vitória convincente. Não é todo dia que vemos um placar de 5 a 1 em uma fase final de campeonato.

Se bem que o Chile até esboçou uma reação após o empate, mas jogar contra Neymar, Lucas e Oscar não é fácil. Os dois primeiros principalmente estão usando e abusando do talento individual para carregar esse time nas costas. Ta certo que às vezes a individualidade atrapalha, mas eles têm crédito.

Para a partida contra a Colômbia no próximo dia 04, gostaria de ver Henrique no lugar de Willian no ataque. De resto está redondinho.