29 de abr de 2010

Eitaaa quarta-feira movimentada!!!!!!!!

Ontem tivemos jogos para todos os gostos.

O São Paulo na Libertadores, conseguiu um ótimo resultado fora de casa frente ao Universitario em Lima, no Peru.

Com o empate em 0 a 0, o Tricolor precisa de uma vitória simples para chegar às quartas da competição. Apesar dos peruanos dizerem que jogam melhor fora de casa, o São Paulo pela qualidade e tradição na competição deve garantir a vaga. A notícia ruim, é que Richarlyson está suspenso pelo cartão vermelho de ontem e Cicinho que se contundiu, e virou dúvida para a partida da próxima terça-feira, no Morumbi.

Ainda pela competição sul-americana, o Maracanã recebeu um duelo entre brasileiros. Flamengo e Corinthians, donos das maiores torcidas do Brasil, realizaram um grande jogo, com cara de Libertadores.

O rubro negro carioca saiu em vantagem. A vitória de 1 a 0, com gol de pênalti do Imperador Adriano, deixa o Mengão com a vantagem do empate.

O resultado é um esboço do que foi o jogo. Ambas as equipes preocupadas em não se expor, para não ser surpreendida num eventual contra-ataque.

Após o gol, que saiu só no segundo tempo, o Flamengo recuou e foi pressionado pelo Corinthians, que não foi capaz de acertar o gol. Ronaldo, mais uma vez, teve uma má atuação e continua sem marcar no Maracanã.

Em uma partida mais movimentada, o Atlético-MG bateu o Santos por 3 a 2 no primeiro confronto das quartas-de-final da Copa do Brasil.

Diego Tardelli foi o destaque por ter marcado os 3 gols da vitória do Galo.

Apesar da derrota, o Santos até que conseguiu um resultado razoável. Marcou duas vezes na casa do adversário e tem a diferença de somente um gol.

Sem Neymar, o Peixe não fez a melhor de suas apresentações. O foco agora é a grande final do Paulistão no próximo domingo, no Pacaembu, diante do Santo André.

26 de abr de 2010

Peixe 'desperta' na hora certa

Na semana em que o Pacaembu comemora 70 anos de existência, Santos e Santo André realizaram ontem no estádio, a primeira partida da final do Campeonato Paulista 2010. A equipe da baixada venceu de virada por 3 a 2 e está com a mão na taça.

Na primeira etapa, o Santo André tomou conta do jogo. Apresentou um futebol vistoso, digno de um grande clube. A marcação funcionou perfeitamente. Robinho e Neymar que costumam irritar os adversários pelas boas jogadas, ontem, viveram o papel dos insatisfeitos. Durante todo os quarenta e cinco minutos, nenhum dos dois conseguiram acertar uma jogada, tampouco o time do Santos conseguiu produzir algum lance de efeito.

No ataque, o Ramalhão levou perigo diversas vezes ao gol de Felipe, principalmente pelo lado direito do campo.

A pressão do Santo André surtiu efeito. Bruno César, em cobrança de falta, abriu o marcador. O gol animou a equipe do ABC, que continuou melhor no jogo. No entanto, as chances criadas não foram bem aproveitadas.

Durante o intervalo, a bronca do técnico Dorival Júnior, que ontem fez aniversário, serviu para acordar os Meninos da Vila, que simplesmente não jogaram no primeiro tempo.

Neymar teve que sair. O jogador machucou o olho em uma queda no primeiro tempo e por conta disso, ficou sem condição de jogo. André entrou em seu lugar.

Aliás, esse foi o nome do gol de empate. O Santos, já com outra postura, a postura que era esperada desde o início, igualou o placar. Paulo Henrique fez boa jogada e colocou a bola na cabeça do atacante, que com frieza, empurrou para o fundo da rede.

Mostrando o bom futebol, que estamos acostumados a ver, a equipe da Vila Belmiro mostrou porque é a favorita para conquistar o título.

A principal característica do Santos entrou em cena no Pacaembu. A velocidade no ataque. Em dois lances bem parecidos, Wesley fez 3 a 1.

A partir daí o Santos obteve o domínio do jogo.

Um vacilo, porém, recolocou o Santo André na briga pelo título. Rodriguinho, sem querer, diminuiu a vantagem santista.

No domingo que vem, o Santos pode perder por até um gol de diferença, que ainda sim, será o campeão.

22 de abr de 2010

No sufoco, Palmeiras vai às quartas

O Palmeiras provocou um esforço de si mesmo, desnecessário, para conseguir a classificação ontem a noite para às oitavas de final da Copa do Brasil. O empate em 1 a 1 contra o Atlético-PR na Arena da Baixada garantiu o Verdão na próxima fase da competição, já que venceu a primeira partida por 1 a 0 no Palestra Itália.

No primeiro tempo a equipe de Antônio Carlos Zago foi superior nos 45 minutos de bola rolando. Sinceramente eu não sei se o time do Atlético que é muito ruim, ou se realmente o Palmeiras que conseguiu impor seu ritmo de jogo.

Os donos da casa não demonstraram em nenhum momento que eram eles quem precisava fazer o resultado. Do outro lado, o Palmeiras com tranqüilidade tocava a bola de um lado para o outro, com o domínio absoluto da partida. Robert se permitiu até perder um pênalti.

No segundo tempo o Verdão continuou melhor, sendo até displicente nos momentos de concluir ao gol. O excesso de confiança alvi verde teve conseqüências.

Após dois erros grotescos do árbitro, primeiro por não marcar falta, quando Bruno Mineiro cortou a bola com o braço e depois marcando uma penalidade inexistente do zagueiro Leo em cima de Tarta, o Furacão abriu o placar. Alan Bahia, com paradinha, fez 1 a 0.

Mesmo com um jogador a menos desde o começo da primeira etapa, o Atlético cresceu no jogo. A torcida se animou e empurrou o time. O cansaço, no entanto, falou mais alto. Os jogadores atleticanos estavam visivelmente esgotados. Levar para a disputa de pênaltis, já estava de bom tamanho.

Porém, o Palmeiras resolveu acordar antes disso. Márcio Araujo fez boa jogada pela direita tabelando com Éwerthon e cruzou. Lincon apareceu sozinho e só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede, foi o gol da classificação. Nas quartas, o Palmeiras enfrenta Santa Cruz ou Atlético-GO que jogam hoje.

Tricolor garante vaga na Libertadores

No Morumbi, o São Paulo garantiu a 1ª colocação do Grupo 2 ao vencer o Once Caldas por 1 a 0. O gol marcado por Fernandinho não poupou o técnico Ricardo Gomes das críticas da torcida, que chamaram o treinador de burro.

19 de abr de 2010

O título fica entre Santos ou Santo André

A sensação do campeonato, merecidamente, irá disputar o título com grandes chances de ser o campeão. É claro que estou falando do Santos. Ontem os Meninos da Vila deram mais um show na temporada. O que mais chama a atenção é que dessa vez foi contra a forte equipe do São Paulo.

O Tricolor até tentou, no 1º tempo teve posse de bola, criou raros lances de gol, mas não concluiu bem. Foi na 2ª etapa que o espetáculo começou a ficar mais interessante.

Após o primeiro gol de Neymar, a garotada resolveu se soltar. Robinho também resolveu estar em um dia inspirado e deixou a zaga são paulina irritada com as chamadas 'firulas'.

Depois de duas penalidades não marcadas, o árbitro marcou um que não existiu. Lá se foi Neymar para a cobrança. 2 a 0 com paradinha e tudo.

Aí foi só festa. O São Paulo não viu mais a cor da bola, enquanto o Santos exibia um futebol que dá gosto de ver.

Para finalizar com chave de ouro, Ganso fez o terceiro do Santos e definiu o placar.



O outro finalista, Santo André, garantiu a classificação mesmo sendo derrotado por 2 a 1 contra o Grêmio Prudente. Venceu o primeiro jogo pelo mesmo placar, e como tinha a vantagem do empate foi adiante.

As duas partidas serão disputadas no Pacaembu. O Santos é disparado o favorito. O Santo André, no entanto, deve ser respeitado. Deixou os outros 'grandes' para atrás e não chegou na final à toa.

15 de abr de 2010

Corinthians é o melhor da América e o Santos, adivinha...

O Corinthians enfrentou o Racing de Montevidéu ontem pela Libertadores da América. A vitória de 2 a 0 sobre os uruguaios garantiu a 1ª colocação no Grupo 1, além de dar ao Timão o status de melhor time da competição até o momento. Com 13 pontos somados, a equipe de Mano Menezes não vê ninguém a sua frente.

O jogo começou com um apagão no estádio Parque Central. A falta de energia deve ter influencido nos jogadores do Racing, que mesmo atando em casa, não apresentaram um bom futebol, principalmente no primeiro tempo.

Dentinho, o artilheiro do time com 9 gols, aproveitou e abriu o placar.

Somente no 2º tempo que os donos da casa despertaram para o jogo. Porém, o castigo venho no final. Elias marcou de cabeça o gol que garantiu os 3 pontos para o Corinthians.

Nunca foi segredo que a prioridade do Corinthians para o ano de seu centenário, é a Taça Libertadores. Fato que começou já no Brasileiro do ano passado. Chegaram as novas contratações, foi feito o planejamento visando os melhores resultados, e até aqui não poderia ter dado mais certo.

Em cinco jogos, foram 4 vitórias e 1 empate, ou seja, a equipe está invicta. Isso mostra que o Corinthians venceu a primeira batalha desta guerra que ainda falta muito para acabar. A vaga nas oitas de final está garantida, o 1º objetivo foi alcançado. A pressão na segunsa fase aumenta. Em jogos de mata-mata qualquer vacilo pode ser fatal. O mais importante para a fiel torcida é que o time está correspondendo dentro de campo e os resultados estão aparecendo.


NA VILA BELMIRO, ACONTECEU O MESMO DE SEMPRE

Show. Essa é a palavra que define a vitória do Santos de 8 a 1 em cima do Guarani ontem pelo 1º jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Neymar foi o destaque com 5 gols marcados.

Cada dia que passa é mais legal ver o time do Santos jogar. Um futebol moleque, para frente. No meio, Paulo Henrique Ganso é perfeito, no ataque Robinho e Neymar parecem que estão jogando uma pelada na esquina de casa. O jeito descontraído desse time jogar está assustando muito marmanjo por aí. O São Paulo que se cuide no final de semana.

12 de abr de 2010

Santos larga na frente

Nem Robinho, nem Neymar, quem decidiu o placar ontem no Morumbi foi o zagueiro Durval. No momento em que a primeira partida da semi-final do Campeonato Paulista entre São Paulo e Santos estava empatada em 2 a 2, o defensor, de cabeça, marcou o gol da vitória santista após erro grotesco de Rogério Ceni.

No começo, nenhuma novidade. O Santos usou e abusou da velocidade de seu ataque. Chegou mais vezes ao gol adversário e levou mais perigo. O São Paulo jogando dentro de casa não se intimidou e também criou algumas oportunidades claras de abrir o placar.

Porém, os Meninos da Vila foram mais eficientes, ta certo que com uma “ajudinha” de Júnior César, mas de qualquer forma, o Peixe saiu na frente. Empolgados, os garotos continuaram no ataque, até que Neymar colocou André na cara do gol. O camisa 9 só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede de Rogério Ceni.

Na segunda etapa, quando tudo parecia perdido, Hernanes, após boa jogada, de fora da área, acertou o canto de Felipe e diminuiu o marcador. Após algumas tentativas, Dagoberto chegou ao gol, assim, igualando o placar. O resultado ilustrava bem o equilíbrio que o jogo apresentou.

Para o São Paulo, o empate não era o melhor resultado. Empurrado pela torcida, o Tricolor buscou a virada. Não conseguiu!

As chances desperdiçadas custaram caro. Aos 44, Madson cruzou, Rogério Ceni foi na bola, mas só achou o vento, Durval aproveitou a falha do camisa 1 e fez de cabeça seu primeiro gol com a camisa do Santos. E não poderia ter sido melhor, pois o Peixe pode perder por até por um gol de diferença na Vila Belmiro que mesmo assim estará na final.

O São Paulo, entretanto, possui totais condições de reverter esta situação e ser o clube grande finalista do Campeonato Paulista 2010.


RAMALHÃO EM VANTAGEM

O Santo André venceu fora de casa o primeiro confronto contra o Grêmio Prudente por 2 a 1. A equipe do ABC tem a vantagem do empate, portanto, assim como o Santos, pode perder por até um gol de diferença que ainda será o finalista.

8 de abr de 2010

Definido as equipes do G4

Santos X São Paulo
Santo André X Grêmio Prudente


O líder absoluto, Santos, mesmo com o time reserva jogou bem e venceu seu último compromisso da 1ª fase diante do rebaixado Sertãozinho. Quando a fase é boa, não importa quem está em campo, o resultado positivo sempre aparece. Como diz o ditado 'a maré está para peixe', literalmente, se tratando do alvi-negro praiano.

O Adversário da equipe da baixada será o São Paulo. Nada mal! Um SanSão que promete jogos bastante interessantes.

Apesar da oscilação no decorrer da competição, o São Paulo, como já é de praxe, se acertou na reta final. Venceu três dos últimos cinco jogos, fato que já foi suficiente para assegurar a 4ª posição na tabela. Na noite de ontem entrou em campo sabendo que precisava vencer, por isso foi para cima do 'tranquilo' Santo André. Deu certo. O Tricolor venceu por 3 a 1, se garantindo na 2ª fase.

Em 2º lugar ficou o Santo André. A equipe do ABC fez excelente campanha. Rodriguinho foi o destaque ao marcar 13 gols.

O Grêmio Prudente, mesmo com toda a confusão no decorrer do campeonato (mudou seu nome de Barueri para o atual), chegou na 3ª posição e não foi à toa. Sob o comando de Toninho Cecílio (ex dirigente do Palmeiras) a equipe tem jogado como um clube grande e certamente proporcionará um espetaculo em seus confrontos.

OS QUE FICARAM DE FORA

O Corinthians lutou até o final, goleou o Rio Claro no Pacaembu, mas por pouco não conseguiu a vaga. O time que tem a folha de pagamento mais alta do regional decepcionou bem no ano de seu centenário.

O Palmeiras não merece muito comentário. Sua campanha foi apenas a 2ª pior da história do clube. Lamentável!

5 de abr de 2010

Corinthians vence mas está fora do G4

A penúltima rodada do Campeonato Paulista proporcionou fortes emoções. Santos e Santo André, já classificados, são as equipes que se permitem jogar com mais tranquilidade.

O Corinthians, um dos quatro times que brigam por duas vagas no G4, fez certinho sua lição de casa, porém, não foi suficiente para ficar entre os quatro melhores classificados.

Em uma partida meio 'morna', o Coringão venceu o Ituano por 2 a 0. A equipe até criou algumas oportunidades de gol, principalmente com Roberto Carlos, que fez ontem uma bela partida. O camisa 6 levou perigo várias vezes ao goleiro adversário, arriscando chutes de fora da área. No entanto, o maior problema é a falta de um jogador diferenciado, que pegue a bola e vai para cima da marcação, que arrisque lances mais ousados, aliás, esse é um problema da maioria dos times brasileiros.

Ronaldo é a esperança do futebol arte no Corinthians, mas é nítido que o fenômeno não joga com a mesma alegria de quando chegou ao Parque São Jorge.

A equipe de Mano Menezes começa a dar indícios de entrosamento. A bola é bem tocada no meio de campo, chances de gol são criadas de vez em quando, porém, a impressão ainda é de um time que vence, mas não convence.

Vale lembrar que a mesma equipe que o Santos fez nada mais, nada menos, que nove gols, é a mesma que o Corinthians suou, e muito, para fazer apenas dois.

Mais importante que o Timão segue na disputa por uma vaga na semi-final, apenas 1 ponto o sempara da zona de classificação.

A última rodada promete. Prudente, São Paulo, Corinthians e Portuguesa jogam com todas as suas forças para saber quem ocupará a 3ª e a 4ª posição na tabela. Bom para nós, que certamente veremos grandes partidas no próximo final de semana.

1 de abr de 2010

Verdão segue na Copa do Brasil

O Palmeiras venceu o Paysandu ontem no Palestra Itália pelo placar de 1 a 0. O gol marcado pelo atacante Robert, garantiu a equipe nas oitavas-de-final da Copa do Brasil.

A torcida, pelo visto, continua desanimada com o time. Apenas 7.000 torcedores estiveram presente nas arquibancadas do Palestra para acompanhar a partida. Os constantes tropeços no Campeonato Paulista, que deixaram a equipe sem chances de chegar ao G4, certamente é um dos motivos que explica o porque do estádio estar vazio.

No entanto, não é só isso. Já algum tempo que o Palmeiras não joga um futebol que empolga o seu torcedor, à exceção do clássico contra o Santos, o alvi-verde não foi bem quando enfrentou equipes de pouca qualidade.

Com a pressão estabelecida, a coisa piorou, principalmente jogando em casa. A torcida, impaciente, passou a jogar contra o time. Basta qualquer erro, que em outra ocasião, seria normal, para que as vaias e xingamentos comecem a substituir os gritos de apoio.

De fato, o futebol apresentado pelo Palmeiras está longe de ser comparado à sua grandeza. Porém, é uma situação que está em tempo de ser revertida.

Como no futebol tudo muda em um piscar de olhos, a equipe do técnico Antônio Carlos Zago pode reverter esta situação. Com a chegada de novos jogadores, somando com os atletas de qualidade que já estão no elenco, o Palmeiras tem capacidade de voltar a ser competitivo. Basta ter tranquilidade.

O torcedor gosta de ver espetáculo, à partir do momento que o time corresponder dentro de campo, naturalmente a arquibancada voltará a estar cheia. Só depende dos jogadores!!!