29 de mar de 2010

O clássico dos "pirus"

Corinthians e São Paulo vinham de derrota antes da bola rolar ontem no Pacaembu. A vitória em um jogo importante na reta final da competição era obrigação para as duas equipes, por isso, o jogo disputado, com muitos gols.

No primeiro tempo, tudo nos conformes. 2 para o Corinthians, com golaços de Elias e Danilo, e 1 para o São Paulo, gol com a autoria de Jean.

Após o apito para início da 2ª etapa, começaram as lambanças. Logo aos 7 minutos, Rogério Ceni, engoliu um chamado "frango", depois da cobrança da falta de Roberto Carlos.

Do outro lado do campo o goleiro Rafael Santos também aprontou para cima da fiel. Falhou feio nos dois gols de Rodrigo Souto que levaram o Tricolor ao empate.

Para a sorte de Rafael, Iarley entrou no final do jogo para substituir Ronaldo. Mesmo com pouco tempo dentro de campo, o jogador conseguiu dar a vitória para o Corinthians. Chutou forte, a bola desviou no zagueiro Alex Silva e entrou.

Além do substituto de Felipe no gol do Corinthians, o técnico Mano Menezes também se livrou das críticas. O treinador optou por começar com Danilo no meio-de-campo e deixou o versátil Jorge Henrique no banco de reservas. O problema não é começar com Danilo, mas sim, deixar Jorge Henrique de fora. O jogador que conquistou o carinho e respeito da torcida, justamente pelas boas atuações, é fundamental para o time do Corinthians, tem qualidade na chegada ao ataque e ainda ajuda na marcação.

Ontem, Jorge Henrique entrou no decorrer do 2º tempo aparentemente desanimado. O que pode provocar um problema para o comandante alvi-negro, que ainda mostra não ter uma equipe definida, mesmo com o Campeonato Paulista faltando 2 rodadas para o término da 1ª fase e a Libertadores nos jogos de volta da fase de grupo.

Com a conquista dos 3 pontos, o Timão está vivo na disputa por uma das duas vagas que sobram no G4. O São Paulo ainda é o 4º colocado, seguido pelo Corinthians, com apenas um ponto de diferença.

Santos e Santo André já se garantiram matematicamente na próxima fase. Faltam duas rodadas e cinco equipes têm chance de ocupar as outras duas vagas. Nos resta aguardar!

25 de mar de 2010

Antes do clássico, Corinthians e São Paulo perdem no Paulistão

No próximo domingo, o principal jogo da 17ª rodada do Campeonato Paulista será o clássico entre Corinthians e São Paulo.

A coincidência das duas equipes terem perdido ontem, pelo mesmo resultado, não deve interferir na partida do final de semana.

Quem ficou mais prejudicado foi o time do técnico Mano Menezes, que após ser batido pelo Paulista, perdeu a vaga no G4.

O Tricolor foi superado pelo Bragantino, porém, mesmo assim, permanece na zona de classificação para a segunda fase da competição.


Verdão tropeça NOVAMENTE

O Palmeiras BUSCOU um empate fora de casa no jogo de ontem. Saiu vencendo, cedeu a virada e por sorte chegou ao empate contra o vice-lanterna Rio Branco.

Com apenas um ponto a mais na tabela, o Verdão deu adeus à esperança de se classificar no regional. O foco agora é a Copa do Brasil, caminho mais curto para garantir vaga na Libertadores de 2011.

21 de mar de 2010

Palmeiras e Corinthians decepcionam no Paulistão

De fato o Palestra Itália não está sendo o melhor estádio para o Palmeiras embalar no Campeonato Paulista. Na tarde de sábado a equipe de Antônio Carlos Zago perdeu outra partida jogando em casa, desta vez, a decepção foi contra a Ponte Preta. As duas vitórias seguidas do Verdão não foram suficiente para que o time engrenasse.

O 1º tempo equilibrado acabou empatado. Porém, na etapa final a Ponte soube explorar os erros do adversário e balançou 2 vezes a rede do goleiro Marcos.

A derrota afastou o Palmeiras do G4, dificultando, e muito, as chances de classificação para a 2ª fase do regional. Resta ao Verdão se dedicar na Copa do Brasil para não encerrar o 1º semestre sem nenhuma conquista, coisa que a torcida está sendo obrigada a se acostumar, já que o último título de expressão foi a Libertadores de 99, em 2008 a equipe venceu o Paulista.

O placar de 2 a 0 se repetiu em Presidente Prudente, onde o Prudente venceu o Corinthians.

Pela péssima qualidade das duas equipes na 1ª etapa, ninguém conseguiu chegar ao gol adversário. A jogada mais perigosa partiu de uma bicicleta de Souza pelo lado do Timão, quando o cronômetro chegava perto dos 40 minutos.

Apesar do sono que a partida me proporcionou, ainda consegui assistir ao 2º tempo, que graças a Deus foi mais movimentado.

Roberto Carlos acertou dois chutes de longa distância que quase surpreendeu o goleiro Márcio, aliás, graças ao camisa 1 que o time do interior garantiu a vitória.

O Corinthians resolveu jogar bola quando sofreu o 1º gol. Foi ao ataque, pressionou o adversário, melhorou com a entrada de Elias e Dentinho, mas a bola custou a entrar. Márcio estava em tarde inspirada. Mesmo quando a bola passou dele, apareceu sua zaga para evitar o empate.

O castigo venho no final do jogo, Robson marcou seu segundo gol na partida e definiu o marcador.

Mesmo com a derrota, o Timão permanece na 4ª posição.

19 de mar de 2010

Os quatro se deram bem

O Corinthians enfrentou o Cerro Porteño no Paraguai na última quarta-feira. Ronaldo, que há 5 jogos não marcava, foi o nome do gol na vitória do Timão por 1 a 0, que garantiu o 1º lugar no grupo 1 da Libertadores.

No mesmo dia, o Palmeiras pela Copa do Brasil, venceu o Paysandu em Belém. O resultado de 2 a 1 não impediu o jogo de volta, que acontecerá no próximo dia 31. O Verdão joga pelo empate para seguir na competição.

Os Meninos da Vila mostraram não terem se abalado com a derrota para o Palmeiras pelo Paulistão, no último domingo. O Santos venceu o Remo fora de casa por 4 a 0 e garantiu a clasificação para a próxima fase da Copa do Brasil.

No Morumbi, pela Libertadores, o São Paulo aplicou uma vitória de 3 a 0 sobre os paraguaios do Nacional. Os gols de Dagoberto, Leo Lima e Washington deixaram o Tricolor na liderança do grupo 2.

15 de mar de 2010

Santos DANÇA no ritmo organizado pelo Verdão

O jogo começou como era esperado, com o Santos utilizando da sua principal arma: a velocidade. A cada ataque santista, o torcedor do Palmeiras ficava agoniado e o clássico caminhava para uma goleada aplicada pelos Meninos da Vila.

Acuado, o setor defensivo do Verdão apelou para as faltas. Porém, há 10 minutos do início da partida, Pará, mesmo SEM QUERER, fez um belo gol e abriu o placar na Vila. E lá foi a garotada pôr em prática a coreografia bem ensaiada na comemoração.

O Santos continuou superior, aos 30, Neymar ERROU, mas fez o gol. O camisa 17 deu um chute que bateu na sua própria perna e enganou o goleiro Marcos, e é claro, outra dança na comemoração.

A suspeita se tornou fato, o jogo acabaria com muitos gols.

No entanto, Robert se mostrou disposto em atrapalhar àquela que seria uma vitória fácil do Santos.

Quando o cronômetro marcava 41 minutos, o atacante alvi-verde marcou de cabeça, após falha do goleiro Felipe que saiu mau na bola. Um minuto depois, o mesmo Robert empatou o jogo no lance em que o que menos chamou atenção foi o gol. Armero roubou a cena da jogada, além de ter dado o passe, na comemoração, o lateral se empolgou na dança, mostrou todo seu rebolado, proporcionando boas risadas ao telespectador.

O Palmeiras voltou melhor no segundo tempo, foi em busca da vitória. Aos 12, Diego Souza virou o placar e de forma meio desorganizada os jogadores comemoraram, obviamente, dançando.

Somente aos 35 minutos que o Santos esboçou uma reação. Madson que havia acabado de entrar, igualou novamente o marcador com outra assistência de Ganso. Surpreendentemente o jogador saiu para o abraço, adivinhem... dançando!

No entanto a tarde/noite era mesmo dele, Robert percebeu que Felipe estava adiantado e de longe fez um golaço de cobertura.

Nessa ocasião, quem dançou por último, dançou melhor. O Palmeiras saiu com a vitória que colocou a equipe na briga por uma vaga no G4. São 4 pontos de diferença para o 4º colocado Corinthians.

12 de mar de 2010

São Paulo volta com 3 pontos na bagagem

O Tricolor conquistou ontem uma importante vitória na Libertadores da América. Washington foi o protagonista do jogo, ao marcar os 2 gols do São Paulo contra o Nacional-PAR, no Paraguai.

Apesar do placar favorável, o São Paulo teve dificuldades durante a partida. Por pouco não acabou o 1º tempo em desvantagem no marcador.

Com a entrada de Cléber Santana e Fernandinho, a equipe de Ricardo Gomes melhorou. Saiu dos pés do atacante o segundo gol de Washington, que deu números finais ao jogo.

Richarlyson atuando no meio-campo, também se destacou pelo bom futebol apresentado.

O São Paulo é o 2º colocado do grupo 2. Enfrenta o mesmo Nacional na próxima quinta-feira, desta vez no Morumbi.

11 de mar de 2010

Molecada dá Show na Vila

Pelo jogo de volta da Copa do Brasil, o Santos simplesmente atropelou o Naviraiense de Mato Grosso do Sul. O resultado foi o segundo maior da história da competição, 10 a 0, com direito a verdadeiras pinturas de Neymar e Robinho.

Com um "totósinho" por cima do goleiro, Robinho mostrou toda sua genialidade. Já Neymar, no seu 1º gol, demonstrou uma habilidade acima da média. Driblou 4 adversários, incluindo o goleiro e saiu para o abraço.

Além dos gols, o que chamou a atenção ontem na Vila Belmiro, foi a criatividade dos jogadores do Peixe. Neymar, Robinho e companhia fizeram vários tipos de comemoração. Entre elas, jogaram vídeo game, dançaram, brincaram de siranda-sirandinha. Foi uma festa.

Agora, pela segunda fase, o Santos enfrenta o Remo(PA).


Timão arranca empate pela Libertadores

Mano Menezes, no jogo de ontem em Bogotá, na Colômbia, pela 1ª vez no ano tinha a sua disposição todos os seus jogadores considerados titulares.

Além do Independiente Medellín, o Timão teve como adversário a altitude, que segundo especialistas, prejudica o atleta em até 10% do seu rendimento.

Após sofrer um gol já no segundo tempo, o Corinthians teve forças para buscar pelo menos 1 ponto.

Dentinho saiu do banco de reservas para igualar o marcador. O jogador acertou um belo chute de fora da área, golaço!

Quem decepcionou foi o atacante Ronaldo. Ontem o camisa 9 não justificou o apelido de fenômeno, pelo contrário, teve uma atuação medíocre.

Com o empate, o Timão segue líder do grupo 1 com 4 pontos. Na próxima quarta-feira enfrenta o lanterna Cerro Porteño no Paraguai.

9 de mar de 2010

Especial - Entrevista com Luizão, zagueiro da seleção brasileira

Estamos a menos de 100 dias para o início da Copa do Mundo na África do Sul. A ansiedade já toma conta daqueles mais fanáticos pelo futebol, o que é meu caso por exemplo.

O Brasil como cabeça de chave do grupo G, terá pela frente adversários difíceis logo na 1ª fase. Coréia do Norte é a menos cotada para a classificação, já Costa do Marfim e Portugal brigam com a seleção brasileira por apenas 2 vagas nas oitavas-de-final do Mundial.

Pela seleção africana, Didier Drogba, é a principal referência no ataque. O jogador do Chelsea se destaca como um dos melhores na atualidade.

A seleção de Portugal, comandada por Cristiano Ronaldo, ainda conta com Deco, Nani, Quaresma, o brasileiro naturalizado português, Liedson, entre outros bons jogadores, para se dar bem na principal competição de futebol do planeta.

Dono de 5 títulos mundiais, o Brasil aparece como um dos favoritos para a conquista do hexa. Não é à toa que é a seleção que mais vezes venceu Copa do Mundo. Sua tradição e força dentro de campo, são reconhecidas no mundo todo.

Brasil e Portugal, na minha opinião, avançam para a 2ª fase. É um palpite!

O zagueiro Luizão que defende o Benfica de Portugal, e que certamente defenderá o Brasil na África do Sul, me concedeu uma entrevista exclusiva e também falou sobre o assunto. "EU ACHO QUE TEM QUE DAR FAVORITISMO A QUASE TODAS", disse o jogador, sobre as seleções que podem chegar ao título.

Sobre a lista dos 23 convocados para a Copa, o zagueiro mostra estar tranquilo. "A EXPECTATIVA É A MELHOR POSSÍVEL, PORQUE DISPUTAR UM MUNDIAL É O SONHO DE TODO JOGADOR".

Em relação a titularidade na zaga, Luizão revelou "SEI QUE TENHO QUE RESPEITAR O LÚCIO E O JUAN QUE SÃO EXCELENTES JOGADORES".

Este, é apenas um trecho da entrevista, que estará completa no jornal "Em Foco", da faculdade Rio Branco.




Obs. Colaborou para a entrevista: Regina Celia

Cleiton Xavier salva o Palmeiras em vitória heróica

Após o cancelamento do jogo que deveria ter acontecido no último sábado, no Palestra Itália, o Palmeiras enfrentou o Sertãozinho na Arena Barueri. Em um dia atípico para a realização de uma partida de futebol, em plena segunda-feira, o Verdão proporcionou mais emoção do que o esperado para os pouco mais de 3.000 torcedores que estiveram no estádio.

Lenny fez boa jogada individual e assinalou o 1º gol da partida, aos 23 minutos da etapa inicial. A vantagem no placar, ao invés de dar tranquilidade para o Palmeiras, parece que prejudicou. O time se perdeu em campo. As jogadas não davam certo, os jogadores pecavam no toque de bola e a marcação não funcionava.

O fragilizado time do interior conseguiu se aproveitar da "pane" palmeirense e virou o jogo. Empatou ainda na 1ª etapa e virou com um polêmico gol de pênalti.

Pronto, a bagunça piorou. A tática já não estava em 1º plano, o Palmeiras passou a jogar na base da raça.

Custou, mas o empate aconteceu. Cleiton Xavier de cabeça, aos 40 minutos do 2º tempo, minimizava os problemas para a equipe. Na arquibancada só se ouvia xingamentos e críticas, principalmente para o técnico Antônio Carlos Zago e o atacante Robert.

O árbitro já estava pronto para encerrar a partida, quando Cleiton Xavier recebeu cruzamento dentro da área, matou no peito e colocou no fundo da rede.

Foi um desabafo, um alívio para o Palmeiras. O belo gol de Xavier tirou todo peso das costas dos jogadores que estavam em dívida com a torcida, após dois resultados negativos.

A vitória conquistada com suor, com força de vontade de cada jogador, colocou o alvi-verde na disputa por uma vaga no G4. Apenas 4 pontos o separa do Corinthians, 4º colocado.

No entanto, vale lembrar que a suada vitória foi contra uma equipe fraca. O Palmeiras teve muita dificuldade para conseguir 3 pontos, disputados com o último colocado da competição.

O próximo confronto será domingo, no clássico contra o Santos na Vila Belmiro. Antônio Carlos terá a semana toda para preparar a sua equipe. E é bom corrijir os erros o quanto antes, pois os torcedores já dão sinais de impaciência. É fundamental fazer uma boa partida para aliviar a pressão e dar tranquilidade ao elenco.

8 de mar de 2010

Em jogo movimentado, Santos arranca empate

Antes da bola rolar no Canindé, a maioria das pessoas davam como certa uma vitória do Santos, até com facilidade, sobre a Portuguesa. No entanto, a Lusa entrou determinada. Benazzi armou um esquema tático, que bloqueou o meio campo santista, portanto, a bola não chegava com frequência nos pés de Neymar, Robinho e André.

Merecidamente, a Portuguesa abriu o placar com Héverton aos 14 minutos da etapa inicial.

Em desvantagem no marcador, o Santos ficou mais atento. Enquanto o ataque se esforçava para chegar ao empate, a defesa insistia em dar espaços para o adversário.

A Lusa teve a chance de ampliar a vitória e conduzir o jogo com tranquilidade.

Porém, acabou cedendo à pressão dos meninos da Vila, que buscavam o gol a todo momento. Aos 44 do 2º tempo, Zé Eduardo apareceu para empatar a partida.

Foi um belo jogo. As duas equipes jogaram pra frente, com objetividade.

Conclusão, a Portuguesa continua invicta contra os grandes nesse Paulistão e o Santos continua líder, mesmo tendo a sua série de 9 vitórias consecutivas interrompida.

São Paulo chega ao G4

Washington voltou a jogar em Campinas, no Moisés Lucarelli, onde teve boa passagem atuando pela Ponte Preta, adversária do Tricolor no jogo de ontem.

Parece que lá o camisa 9 tem sorte mesmo. Marcou os 2 gols da vitória são paulina, na partida que marcou a volta do técnico Ricardo Gomes no comando da equipe do banco de reservas.

O São Paulo ja é o 3º colocado.

Vitória simples, porém importante

O Corinthians não convenceu. Mas o 1 a 0 em cima do São Caetano levou o time ao G4 do Paulistão.

Dentinho foi o nome do gol e de quebra garantiu a vaga de titular na próxima quarta-feira, quando o Corinthians enfrenta o Independiente Medellín, em Bogotá, na Colômbia, pela Libertadores. Pelo menos foi isso que Mano Menezes deu a entender em entrevistas após o jogo.

4 de mar de 2010

Verdão decepciona no Palestra

Ontem no Palestra Itália, o Santo André aprontou mais uma para os donos da casa. O Ramalhão deu um baile no time do Palmeiras. Foi uma daquelas vitórias convincentes, que empolgão o torcedor.

Quem não ficou nem um pouco satisfeito, foram os torcedores palmeirenses, é claro. O pequeno público, que não chegou a 4.000 pessoas, viu mais uma vez um Palmeiras apagado e sem motivação dentro de campo.

O GRANDE clube, Palmeiras, faz uma campanha medíocre no Paulistão. Não consegue jogar bem, está sem padrão de jogo. É uma equipe que depende muito da qualidade de Cleiton Xavier e Diego Souza, e quando ambos não jogam bem, o time não consegue produzir um bom futebol.

A equipe de Antônio Carlos Zago até esboçou uma reação no regional, no entanto, os tropeços das últimas rodadas tiraram a expectativa da torcida de que o time pode terminar o campeonato no G4. O que muito provavelmente não ocontecerá.

A zaga alvi verde está jogando muito abaixo do que se esperava. Quando o goleiro Marcos espalma uma bola, não aparece ninguém para afasta-la. Tem um cruzamento rasteiro dentro da área, o adversário aparece sozinho para fazer gol de letra. Realmente está fácil demais vencer o Palmeiras.

O ano está apenas começando, ainda tem tempo para corrijir os erros e se preparar para as outras competições. No Paulistão, só tem que tomar cuidado para não ser rebaixado, o que não deve ser muito difícil de conseguir, acredito eu. Mas se tratando de Palmeiras, é complicado acreditar em alguma coisa!!!

1 de mar de 2010

Aconteceu de tudo...

Durante a semana passada aconteceram vários jogos importantes. Pela Libertadores na quarta-feira, o Corinthians estreiou bem, com vitória, e de virada. No dia seguinte, ainda pelo torneio sul-americano, o São Paulo perdeu fora de casa. Pela Copa do Brasil, o Santos conquistou uma vitória simples por 1 a 0 fora de casa e terá o jogo de volta, enquanto o Palmeiras atropelou o Flamengo-PI no Palestra e avançou na competição. Ufa! menos de 1 semana sem postar e olha quanta coisa se passou.

Voltando para a atualidade, pelo Campeonato Paulista, o clássico entre Santos e Corinthians foi a partida que se destacou nesta 11ª rodada do regional.

Não só pela grandeza das duas equipes, mas por tudo o que aconteceu dentro de campo. Mau começou o jogo e o Santos já desperdiçou uma chance clara, Neymar saiu na cara de Felipe, que fez bela defesa. Mais tarde o garoto desperdiçaria um pênalti. Fato que não abalou o garoto, que aos 33 minutos da 1ª etapa abriu o placar para o Peixe.

Outro garoto, menos badalado que Neymar e Ganso, mas com a mesma qualidade de seus companheiros, ampliou a vantagem da equipe de Vila Belmiro, o atacante André, após bela jogada de Neymar recebeu na pequena área e só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol.

Com dois jogadores a menos ficou difícil do Corinthians buscar uma reação. Moacir e Roberto Carlos foram expulsos.

Antes do camisa 6 ser expulso, Dentinho diminuiu o marcador.

No final da partida, Theco poderia ter empatado. Recebeu cruzamento de Dentinho, cabeciou para fora do gol, mesmo com o goleiro Felipe fora do lance.


OUTROS DESTAQUES

O São Paulo goleou o Monte Azul por 5 a 1. A partida marcou a estreia do atacante Fernandinho, que por sinal, foi o destaque do jogo. o jogador marcou 4 gols.

O Palmeiras perdeu a chance de encostar no G4, após ser derrotado pelo Rio Claro, fora de casa, por 1 a 0. Foi a 1ª derrota de Antônio Carlos no comando do Verdão.